Horizontal List

PM Rui Araujo
Investir no futuro de Timor-Leste
FUTURO
Timor-Leste acolheu a mais recente reunião trilateral da plataforma para o Desenvolvimento Económico Sub-Regional Integrado entre Timor-Leste, Indonésia e Austrália

Ai-han Timor Nian
Ramos-Horta
"Tantangan Timor Leste Makin Berat"
ECONOMIA
"..fo-hanoin ba ukun nain sira nebe tinan tinan truka hela deit ministrus, atu hare ba povu nia moris nebe "kuaze 50%" povu sei moris iha linha pobreza nia laran..."
Australia-Timor Leste
Notre Dame students experience the world and help those in need in Timor-Leste
Empresários - Timor Telecom
Empresários timorenses e fundo das Fiji na corrida pela Timor Telecom
Timor-Leste - BAII
Timor-Leste inicia processo de adesão ao Banco Asiático de Investimento em Infraestruturas
Timor-Leste - Maluku
Maluku kaji kerja sama dengan Timor Leste

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Dinheiro da assistência internacional e do Petróleo para Timor Leste

A ONG La'o Hamutuk acaba de publicar mais um dos seus sempre importantes boletins informativos. Um dos temas abordados é o dos recursos financeiros de que Timor Leste beneficou desde 1999 com origem na ajuda internacional e na exploração do petróleo no Mar de Timor. Aconselhamos vivamente a sua leitura.Entretanto aqui ficam, com a devida vénia, os dois quadros resumo que o boletim inclui.
Publicada por A. M. de Almeida Serra

Taxa de inflação em Dili

A Direcção Nacional de Estatísticas (DNE) publica mensalmente informação sobre o Índice de Preços no Consumidor (IPC) e a taxa de inflação que dele resulta. No quadro abaixo estão os últimos números disponíveis, que apontam para que se tenha verificado em 2009 uma taxa de inflação (Dezembro de 2008 até Dezembro de 2009; taxa homóloga) de 1,8%, uma baixa significativa face aos valores de 2007 (8,6%) e de 2008 (7,5%), ainda segundo os dados da DNE. A estimativa do FMI (relatório de Julho de 2009)era de que ela seria, em 2009, de 2,3%.

Recordamos que o IPC tem como base um inquérito às despesas familiares e aos preços realizado em Dezembro de 2001 --- há cerca de 8 anos.Dadas as transformações significativas vividas pelo país desde então, é provável que a estrutura do consumo em que se baseiam os cálculos do Índice (e que aparece no quadro) esteja algo desactualizada, levando a que se verifique alguma diferença entre a taxa de inflação real na economia (de Dili) e a que é medida pelo IPC. Admite-se que esta última esteja algo (quanto?) subavaliada.Recorde-se igualmente que a DNE publica também dados para o IPC e a taxa de inflação nacionais. Os valores desta são normalmente um pouco inferiores à taxa de Dili. A metodologia seguida para o seu cálculo suscita, porém, algumas dúvidas sobre a dimensão verdadeiramente "nacional" da taxa calculada já que se baseia em preços recolhidos trimestralmente em apenas mais três cidades do país (Baucau, Maliana e Maubisse).

Fonte: A. M. de Almeida Serra

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Relatório trimestral de Dezembro do Fundo Petrolífero

O banco central de Timor Leste, a Autoridade Bancária e de Pagamentos, publicou hoje no seu 'sítio' na internet o relatório de gestão do Fundo Petrolífero relativo ao quarto e último trimestre de 2009. Dele consta a situação patrimonial em 31 de Dezembro e a evolução verificada nas contas do Fundo entre 1 de Outubro e o fim do ano passado.
Refere-se, nomeadamente, que o capital do Fundo passou de 5301,57 milhões de dólares (que alguns designariam por 5,3 biliões de dólares) para 5376,63 mil milhões.
Esta verba, que significa um aumento de apenas 75 milhões de USD durante o trimestre, é o resultado de uma entrada bruta de receitas (impostos e direitos de exploração petrolífera) de quase 400 milhões de USD e de uma saída de dinheiro para financiamento do Orçamento Geral do Estado de 312 milhões (ver quadro abaixo) ao longo dos 3 meses.
A verba global retirada ao longo do ano foi de 512 milhões de USD, praticamente mais 100 milhões do que o "rendimento sustentável" calculado para 2009.
Foi a primeira vez que este limite foi ultrapassado (+25%).
No quadro abaixo podem-se comparar as informações financeiras de 31 de Dezembro passado com as do final do trimestre anterior e do fim de 2008.
Publicada por A. M. de Almeida Serra

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Boletim mensal de Dezembro do Fundo Petrolífero

Desde meados do ano passado que a Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor Leste tem vondo a publicar relatórios mensais sobre a gestão do mesmo. Até então havia apenas os relatórios trimestrais e os anuais.O relatório referido a 31 de Dezembro passado está disponível, tal como os demais relatórios, neste link

Por ele se pode verificar que entre o fim de Novembro e o fim de Dezembro passados o Fundo viu o seu capital baixar de 5.464,4 milhões de dólares para 5.376,6 milhões. Isto ficou a dever-se principalmente à combinação de dois factores: uma perda de valor dos títulos que constituem o Fundo Petrolífero devido à queda das bolsas internacionais, por um lado, e e à transferência para o Orçamento Geral do Estado de um pouco mais de 150 mil dólares.
Verificou-se, pois, uma queda do valor do Fundo durante o mês de Dezembro de 2009.

Publicada por A. M. de Almeida Serra

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Fundo Petrolífero de Timor Leste: capital no fim de Novembro/09

De acordo com as Estatísticas Monetárias disponíveis no 'sítio' da Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor Leste o capital do Fundo Petrolífero era, no fim de Novembro passado, de 5.464 mil milhões de USD.
O gráfico abaixo mostra a evolução mensal do capital do Fundo ao longo da sua vida (início: Setembro/2005). Assinalados a vermelho estão os valores no final de cada ano desde 2005.
Como se pode verificar, em 2007 houve um acréscimo de cerca de 1000 milhões e em 2008, graças ao grande aumento do preço médio do petróleo, um aumento de um pouco mais de 2000 milhões. A diminuição do preço do petróleo em 2009 relativamente a 2008 (de quase 100USD/barril para pouco mais de 60) deverá fazer baixar o acréscimo registado durante o ano passado para os cerca de mil milhões (valores a confirmar ou infirmar quando for publicado o relatório do Fundo relativo às suas operações durante o quarto trimestre de 2009 durante os primeiros dias de Fevereiro).

Como, segundo os relatórios trimestrais do FP já publicados, o Governo tinha pedido até ao fim de Setembro passado a transferência de (apenas) 200 milhões de USD do Fundo para o OGE, admite-se que o resto do levantamento autorizado pelo Parlamento tenha sido efectuado durante o último trimestre de 2009. Estarão em causa cerca de (mais) 300 milhões de USD.

Publicada por A. M. de Almeida Serra